Avançar para o conteúdo

O que é Patrimônio na Contabilidade?

0
(0)

Patrimônio na Contabilidade? A contabilidade é uma ciência em constante mutação e, por mais que pensem o contrário, não se trata de uma ciência exata. Portanto, há muita margem para interpretações e dúvidas, fazendo com que diversos assuntos se tornem confusos para quem não possui familiaridade com a contabilidade.

Um desses termos é o “patrimônio”. Afinal, o que é patrimônio na contabilidade? A verdade é que essa definição em específico é bastante simples e direta, mas que nem todas são assim.

Além disso, mesmo que seja direta dessa forma, nem todos entendem ao certo como o termo se relaciona com a sua empresa. Falando de forma mais técnica, o patrimônio é a relação entre ativos e passivos. Assim, tem-se que: ativo – passivo = patrimônio líquido.

Mas essa é apenas uma definição técnica que ajuda os contadores a entender como funciona o patrimônio. Todavia, fora do círculo profissional dos contadores, as coisas mudam muito de figura. Por isso é tão importante aprofundar os conhecimentos para compreender do que se trata o patrimônio na realidade, no dia a dia do seu negócio.

E, ao fazer isso, nota-se que patrimônio se refere ao conjunto de bens, direitos e obrigações de uma pessoa, seja ela física ou jurídica. Mas será que o patrimônio é apenas isso? Ou há ainda outras formas de enxergá-lo? Veja um pouco mais sobre o tema a seguir.

O que é patrimônio?

As pessoas costumam entender o patrimônio como aquilo que possuem em bens. Casas, carros, ações de empresas e outros bens são muitas vezes citados como patrimônios.

Isso não é mentira, pois, de fato, todos os bens citados fazem parte do patrimônio. Contudo, há muitos outros elementos que compõem o patrimônio, como é o caso dos direitos.

Direitos se referem a obrigações que outras pessoas ou empresas possuem em relação a você, criando um direito futuro em seu nome. Se um cliente comprou a prazo e só pagará no mês que vem, tem-se um direito por parte da empresa. Ademais, o patrimônio ainda é composto pelo passivo. Mas o que seria isso?

O passivo é o conjunto de obrigações que fazem parte da rotina da sua empresa. E as obrigações também fazem parte do patrimônio, por mais que muitas pessoas sequer pensem nelas.

Todas as dívidas da empresa, seja de curto ou de longo prazo, compõem o patrimônio daquela empresa. Logo, por isso diz-se que o patrimônio possui bens, direitos e obrigações. Se bens e direitos forem somados e dessa soma subtrair-se as obrigações, será possível chegar ao patrimônio líquido.

patrimônio possui bens, direitos e obrigações
Patrimônio

Como medir o patrimônio?

O patrimônio deve ser medido de alguma forma, concorda? Há muitas maneiras de fazer isso, na realidade. Mas, se for para seguir as normas de contabilidade, há apenas uma: o balanço patrimonial.

O balanço patrimonial é a demonstração contábil que cuida do patrimônio, fazendo com que a situação patrimonial do seu negócio possa ser evidenciada em uma única demonstração financeira. Logo, o balanço patrimonial possui ativos, passivos e o patrimônio líquido.

A partir dele, torna-se possível compreender tudo o que envolve o patrimônio da entidade. Pode-se entender quais são as dívidas de curto ou longo prazo, quais os bens em nome da organização, quanto dinheiro há em caixa e muito mais.

O balanço patrimonial é a principal maneira de medir o patrimônio de uma empresa ou mesmo de uma pessoa. Essa demonstração deve ser produzida na moeda no país de origem da entidade, fazendo com que haja uniformidade ao longo de todo o processo.

Mas, em termos informais, há pessoas que medem o seu patrimônio em moedas fortes, evitando que a simples desvalorização da moeda fiduciária do seu país torne o seu patrimônio maior em termos nominais. Dólar e euro são as duas moedas mais usadas pelas pessoas para ancorar o patrimônio pessoal.

Como aumentar o patrimônio?

Lembre-se de que, seguindo a técnica contábil de apuração do patrimônio. Aumentá-lo não necessariamente é algo bom. Pois pode ser que a empresa ou a pessoa aumente o seu patrimônio total, mas fique com o patrimônio líquido negativo por ter mais dívidas do que bens e direitos.

E isso também faz com que o patrimônio aumente no balanço patrimonial, ainda que seja contraintuitivo. Em todo caso, é claro que o objetivo das pessoas é aumentar os bens e direitos, fazendo com que o lado “positivo” do patrimônio se torne mais relevante. Para tal, os investimentos podem ajudar muito.

Isso porque, ao investir, tem-se a possibilidade de fazer com que o dinheiro em caixa se multiplique. Assumir riscos, em geral, proporciona a chance de aumentar o seu patrimônio, fazendo com que a sua situação financeira se torne muito mais favorável.

Aumentar a renda do seu trabalho também é uma alternativa, já que assim você terá mais dinheiro e, naturalmente, terá um patrimônio mais elevado. O certo é que crescer o patrimônio é a meta de muitas pessoas e existem muitas formas de fazê-lo, embora nem todas sejam tão acessíveis a todos.

Quão útil foi este post?

Clique sobre a estrela para Avaliar o post

O que você achou do Post? Te ajudei?

Siga-nos nas redes sociais!

O que é Patrimônio na Contabilidade?

  1. Pingback:O que são ativos e passivos na contabilidade? - Minha Conta

Deixe um comentário

Index